Acompanhe ao vivo a sua rádio

Memorial de Curitiba - 13.09.2018

Suas linhas modernas com vigas metálicas e laterais de vidro transparente dão um ar de modernidade, em contraste com as clássicas construções históricas da região do Largo São Francisco.

Idealizado para celebrar os 300 anos de Curitiba e inaugurado em 1996, durante a primeira gestão do prefeito Rafael Greca, o projeto arquitetônico tem como inspiração o pinheiro paranaense.

Aberto ao público, o espaço surpreende com salas de exposições, auditório, uma praça interna pare eventos e um mirante. O lugar é repleto de itens e coleções que retratam a cidade de Curitiba. Os paralelepípedos da praça interna são os originais das ruas Vicente Machado e Saldanha Marinho.

No Memorial, estão expostas obras permanentes como a “Tocadora de Guitarra”, de autoria do escultor Victor Brecheret; “Leonardo Da Vinci”, escultura em concreto de Poty Lazzarotto; “O Filósofo”, escultura em bronze de Zaco Paraná; o “Cavalo Marinho” e “O Sonho”, do escultor Ricardo Todd, além das “Quatro estações”, esculturas em bronze de João Turin, encomendadas pelo então governador Moisés Lupion.

Estão no Memorial também os altares antigos da Matriz de Curitiba, feita em madeira do século 18. Esses são os altares que o Papa João Paulo II celebrou uma missa durante sua estadia em Curitiba no ano de 1980.

 

Ensaio fotográfico retrata os detalhes do Memorial de Curitiba

A fotógrafa da Prefeitura Isabella Mayer sempre frequentou o Memorial de Curitiba, no bairro São Francisco. Seja como turista ou como profissional, o lugar sempre atraiu seu olhar pelas belezas escondidas nos detalhes do local. E como forma de eternizar esses aspectos peculiares, Mayer resolveu voltar ao lugar, mas dessa vez para compartilhar sua experiência através de fotos.

Nesta edição do Olhar Curitiba, Isabella apresenta uma série de fotografias que destacam os detalhes arquitetônicos e aspectos singulares do Memorial. “É um lugar que tem várias obras de artes distintas uma das outras, mas ao mesmo tempo, fazem uma composição harmônica”, explicou a fotógrafa.

A face moderna do espaço também desperta o olhar de Isabella. Aficionada por vidros em construções, ela conta que procurou dar destaque também às janelas do Memorial de Curitiba e a fachada.

O Memorial de Curitiba fica aberto de segunda à sexta, das 9h às 12h e das 13h às 18h. Nos fins de semana e feriados, ele funciona das 9h às 15h. A entrada é gratuita.

Contatos

Telefone: 41 3086.0957

Email: ouvinte@95fmcuritiba.com.br

Redes sociais